Intervalor organiza evento para falar sobre a adequação à LGPD

A LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados tem sido um tema recorrente de conversas entre executivos de diversos segmentos. Nas empresas especializadas em cobrança e relacionamento com clientes, não tem sido diferente.

Para ajudar a esclarecer as principais matérias que trarão impacto direto para a atividade da empresa, a Intervalor realizou na última sexta-feira (24 de janeiro), um evento que reuniu gestores, clientes e representantes da GFT – consultoria alemã de tecnologia, presente em 15 países e especializada no setor financeiro.

A palestra, ministrada por Wiliam Ferreira, da GFT, abordou, entre outros temas, as regras relacionadas a coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais.

''Sabemos que algumas adequações terão de ser feitas nas rotinas da empresa, mas não estamos preocupados. Pelo fato de a Intervalor ter como principal acionista uma multinacional alemã que também atua serviços financeiros, temos acompanhado o modus operandi da GDPR na Europa. Também, desde meados do ano passado, temos uma frente de trabalho atuando no mapeamento dos processos que serão impactados. Desde o início, deixamos claro para nosso time de colaboradores que a conformidade com a LGPD é uma das prioridades da Intervalor.”, diz Luis Carlos Bento, CEO da empresa.

''Nós, da Intervalor, enxergamos com bons olhos a implementação da LGPD. Existe uma interpretação de que a Lei vai engessar o dia a dia de empresas que dependem de dados cadastrais, como é o caso das empresas de cobrança. A nossa opinião é que a lei vai promover uma melhora na qualidade dos dados. Hoje em dia, temos dados em excesso, e pouco qualificados”, complementa  Phelipe Alvarez, sócio-diretor da Intervalor.

A LGPD foi sancionada em 14 de agosto de 2018, e tem previsão para entrar em vigor em agosto de 2020.

Confira a seguir algumas fotos do evento: